quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Quanto mais longe, mais alto


Longe, lá de longe
Lá de mais de trás do monte
Vejo quão distante é onde
Foi morar meu coração

E o chão que hoje caminhei
amanhã também caminharia
Iria onde existiria
Aquela flor que tanto amei

A dor, hoje é distância
O amor é inconstância
A flor, ficou na infância
Criança, pobre sou.

Longe, lá de longe
Vejo outra flor
Outro amor
E outra dor de cima dessa ponte

2 comentários:

  1. Que meigo =]
    adorei!
    estou seguindo!

    www.aquelaquenaoeperfeita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. oii
    tava vendo outros Blogs e encontrei o seu
    gostei muito daqui
    o conteúdo é ótimo
    estou te seguindo
    me visita e segue se gostar?!

    http://rgqueen.blogspot.com/

    beijos

    ResponderExcluir