domingo, 4 de dezembro de 2011

Mais uma de amor

O show acabou. Mas, o sonho continua.
A festa acabou e me vejo só mais uma vez. Só e sem você.
É satisfatório saber que o "tempo sem" durará pouco. Não muito mais que uma semana.
Porém, é triste pensar que após o reencontro, outra semana de ausência virá. E outra, e outra, e outra...
Vem e vai, vem e vai, vem e vai...
Como um prazer que não sacia nem provoca abstinência.
O tamanho do conforto que teu peito me proporciona é maior do que tudo aquilo proporcionado pela ausência do mesmo. Maior que a carência. Maior que a ispliscência. Maior do que a incoerência.
Teu sorriso purifica minh'alma inundada e "imundada" por ilusórias fontes de sei lá o que...
Coisas essas, poucas, que somem como um grão na imensidão do fundo do mar quando nos fechamos no nosso infinito particular.
Enquanto isso, me abro falsamente ao mundo esperando ansiosamente mais uma vez o fechamento dos portões que cercam e multiplicam minha felicidade.
Faltam seis dias...

"teu sorriso é o que eu preciso
quanto ao resto, tanto faz"

Nenhum comentário:

Postar um comentário