domingo, 17 de outubro de 2010

Click

Um click, respiro.
Outro click, espero.
Mais um e o tempo passa.
E passa o tempo,
E me desespero.

Na tela desse velho computador pesquiso, leio, releio, procuro e espero...
...e esse site que não abre.

Enquanto isso, penso, repenso, me rendo à demora e me angustio com a espera de tudo, que parece que, junto com esse velho computador, parou, simplesmente.
Droga, o computador parou

Além da dependência desse velho computador, o que restava, me abandonou.
Minha internat também parou.

É hora de pegar o pensado e repensado e tranforma-lo em ação. Fazer, refazer..
Agir e não reagir contra o que fizeram ou pensaram.

Não reagir?
Não reagir! Simplesmente porque meu tempo também parou. E a vida está parando.

Nos resta esperar o mundo parar , e deixar a inércia nos lançar à algum lugar melhor.

Um comentário:

  1. Olá! adorei seus textos, já estou te seguindo! se puder me seguir também, ficarei grata ;D

    ResponderExcluir