domingo, 4 de julho de 2010

Diz que fui por aí.

Se alguém perguntar por mim, diz que fui por aí.
Levando um violão, alguns dreads, duas pernas, uma mochila e a cabeça.
Levando também umas letras cifradas, alguns poemas mal escritos, papel, tinta e caneta.

Sem nenhum rumo, sem preocupações e sem compromissos.
Na mochila um sanduíche, versos soltos e alguns livros.
Fotos pra recordar, muitas de amigos, e muitos amigos.
Não tenho fotos dela, apenas a lembrança singela. As melhores e mais belas.

Da minha mãe, guardo o pedido de juízo. Do meu pai, conselhos amigos. Dos amigos, a amizade.
Guardo também a certeza de que ela ainda existirá quando eu voltar, mesmo que eles não mais existam.

De tudo que já passei, saudade.
De tudo que passarei, vontade.

Muita coisa na cabeça, no bolso quase nada.
Uma cara de pau e um polegar pronto pra apontar pra alguma direção, em busca de carona ou de ao menos uma orientação.

Se quiseres saber se eu volto, pretendo.
Não antes do celular despertar e me chamar de volta para o meu tormento.

6 comentários:

  1. Eu exatamente não ficaria com um menino com dread, mas depois de conhecer seus pensamentos minhas idéias se assemelham a sua forma física.

    E não, isso não foi uma cantada.

    ResponderExcluir
  2. Fodástico !!!
    Ainda ganhou uma cantada da menina do outro comentário!!

    ResponderExcluir
  3. HAHAHAHAHA'

    Sempre muito cobiçado esse magrelo... Até cantada em comentário vc ganha! kkkkkk

    ___________________

    E o texto ficou realmente muito bom, vc tá cada vez melhor. A propósito, a menina sem fotos deve estar no mínimo muito feliz por ter sido lembrada e citada num post tão bem feito como esse.

    ResponderExcluir
  4. E tudo não passa de um sonho...
    *************************************
    Gente a menina disse que não foi uma cantada!Disse que não se imaginava com um menino de dreads. Mas que ao ler o blog perdeu o pre-conceito. Ou foi uma cantada? Tststs...
    Ahahahaha!!! Sei lá!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Gastaram legal a oda na menina hein...

    Não é nada disso poxa.
    VocÊs que entenderam tudo erado.

    ResponderExcluir